como combater a ressaca

Combater a Ressaca Com Remédios Caseiros

Como combater a ressaca com tantas dores de cabeça, náuseas, vertigens e dores abdominais, sintomas esses mais comuns de quem bebe além da conta?

O desafio de encontrar uma cura para estes sintomas é que o álcool causa muitos problemas de saúde. desidratação, a baixa taxa de açúcar no sangue, intoxicação e a exaustão são alguns destes problemas. 

A desidratação vem do excesso de produção de urina; o álcool causa baixo nível de açúcar no sangue; e a falta de comida e exaustão é causada pela má qualidade do sono.

É por isso que vários remédios naturais de ressaca devem ser utilizados. Naturalmente, a melhor maneira de nunca se perguntar como se livrar de uma ressaca é nunca beber álcool em excesso. 

O consumo excessivo de álcool, de forma rotineira; pode levar não apenas à ressaca, mas também a uma condição séria e potencialmente fatal, conhecida como intoxicação por álcool.  Se você vir alguém sentir uma perda de consciência ou ficar azul depois de beber, ligue para o 192 imediatamente.

O Que é Uma Ressaca?

Quanto mais álcool você consome, maior a probabilidade de você experimentar uma ressaca. 

Embora os sintomas normalmente diminuam em 12 horas, eles podem durar até 24 horas e neste caso; descobrir como se livrar de uma ressaca se torna cada vez mais crítico.

Os sintomas da ressaca realmente começam quando os níveis de álcool no sangue começam a cair; o que significa que começa logo depois da “saideira”. 

E continuam a piorar, atingindo o nível mais intenso quando os níveis de álcool no sangue retornam a zero.

Sintomas de Ressaca

Todo mundo experimenta uma ressaca de maneira diferente. Os sintomas dependem da sua química pessoal, da quantidade de álcool consumida, dos alimentos em seu sistema e de outros fatores. 

Cada pessoa é diferente e deve aprender sintomas e estratégias pessoais para se livrar de uma ressaca. 

Os sintomas comuns de uma ressaca incluem:

  • Dor de cabeça,
  • Dores musculares,
  • Náusea,
  • Enjoos, 
  • Dor abdominal,
  • Diarreia,
  • Desidratação e sede excessiva,
  • Perda de concentração,
  • Desiquilíbrio,
  • Memória fraca,
  • Sonolência,
  • Vertigem,
  • Depressão,
  • Irritabilidade,
  • Ansiedade,
  • Batimento cardíaco acelerado,
  • Sudorese excessiva,
  • Sensibilidade à luz.

Causas e Fatores de Risco

É claro que a causa básica de uma ressaca é beber demais, mas; existem outros fatores que também influenciam:

  • Quando o consumo de álcool é em excesso,
  • Beber com o estômago vazio,
  • Beber bebidas alcoólicas de cor mais escura, como bourbon, uísque, tequila, brandy, cerveja escura ou vinho tinto,
  • O álcool faz com que o corpo produza mais urina, o que causa desidratação,
  • Beber interfere com a atividade cerebral durante o sono causando exaustão,
  • tomar alguns hormônios que regulam os relógios biológicos.

Perigos de Uma Ressaca

O consumo excessivo de álcool, principalmente de forma regular, pode levar ao alcoolismo, doenças do fígado e uma ampla gama de outras condições graves de saúde. 

No entanto, o perigo real é quando os sintomas são confundidos com embriaguez ou ressaca quando eles são realmente um sinal de uma condição com risco de vida chamado envenenamento por álcool.

Sinais de intoxicação por álcool incluem:

  • Confusão,
  • Vômito,
  • Convulsões,
  • Respiração lenta,
  • Respiração irregular,
  • Pele tingida de azul,
  • Pele pálida,
  • Baixa temperatura corporal,
  • Inconsciência e não pode ser despertado.

Se você suspeitar de intoxicação por álcool, ligue para o 192 imediatamente. O tempo é essencial. Além disso, as ressacas muitas vezes fazem com que os pacientes percam o trabalho e a escola e não tenham um bom desempenho.  Como o equilíbrio e a vertigem fracos são sintomas comuns enquanto os níveis de álcool no sangue estão caindo, quedas e acidentes também são um perigo.

Dicas Rápidas Para Combater a Ressaca

A ressaca pode variar dependendo de fatores como a quantidade de álcool consumida, do estado físico da pessoa, de alimentos e bebidas consumidas junto com o álcool. Mesmo diante destes casos, as dicas abaixo podem ajudar:

  • Reidratar,
  • Coma uma refeição saudável com proteínas e carboidratos complexos,
  • Reabasteça eletrólitos bebendo água de coco ou comendo melancia fresca,
  • Tire um cochilo,
  • Dê um passeio ou vá ao ginásio,
  • Ligue para o 192 se vir alguém inconsciente depois de beber.

Não faça conforme os itens abaixo:

  • Tomar remédios sem orientação médica, pois pode causar problemas graves no fígado quando se mistura com o álcool,
  • Dirigir ou operar máquinas ou ferramentas, pois o equilíbrio e a coordenação são reduzidos,
  • Se reidratar com bebidas esportivas convencionais,
  • Não coma refeições pesadas e gordurosas.

Tratamento Convencional

Os médicos geralmente não tratam as ressacas. No entanto, em cidades em todo o país “clínicas de ressaca” estão surgindo.  Nestas clínicas, os técnicos inserem medicamentos de hidratação e terapia vitamínica para aliviar os sintomas de uma ressaca.

Embora uma solução rápida para uma ressaca possa ser tentadora, é importante notar que esse tipo de tratamento é controverso e pode ser perigoso.  Em suma, pode não ser a melhor solução se você está se perguntando como se livrar de uma ressaca com segurança.

Remédios Caseiros Para se Livrar de Uma Ressaca

Para se combater a ressaca, é importante abordar todos os problemas subjacentes que causam os sintomas.  Desidratação, baixa taxa de açúcar no sangue, exaustão e distúrbios digestivos exigem tratamentos diferentes.  Use os seguintes remédios caseiros em conjunto uns com os outros para combater a ressaca.

  • Magnésio,
  • Água de côco,
  • Chá de gengibre,
  • Ovos,
  • Carboidratos complexos,
  • Vitamina B6,
  • Café,
  • Muita hidratação.
  • Refeições leves.

1) Magnésio

Para uma dor de cabeça, tomar 400 miligramas de magnésio pode ajudar a aliviar a pressão e a dor. Se você bebê regularmente álcool ou tem diabetes; você pode ter uma deficiência de magnésio. 

Nesse caso, antes de ir para a cama, tome 400 miligramas de magnésio e, quando acordar; tome outra dose para evitar que uma dor de cabeça ocorra.

2) Água de Côco

A desidratação causada pela produção excessiva de urina e vômitos requer a ingestão de muitos líquidos. 

Há pesquisas mostrando que a água de coco é mais fácil de consumir do que água comum ou bebidas esportivas e não está associada a náuseas ou problemas estomacais. 

A água de coco é rica em eletrólitos, incluindo o potássio, que seu corpo precisa muito depois de beber demais.

3) Chá de Gengibre

Para acalmar o estômago e evitar vômitos, beba o chá da raiz de gengibre adoçado com apenas um toque de mel cru. 

Além de ajudar com problemas digestivos, pode ajudar a estabilizar os níveis de açúcar no sangue; que são afetados negativamente pelo consumo de álcool e má alimentação.

4) Ovos

Comer ovos no café da manhã pode apenas ajudar seu corpo a liberar os efeitos secundários do álcool que se escondem em seu sistema. Na verdade, os ovos contêm L-cisteína; um aminoácido que é responsável por quebrar as toxinas e liberá-las. 

Claro, eles também são uma ótima fonte de proteína e ajudarão você a reconstruir as reservas de energia.

5) Carboidratos Complexos

Como beber álcool reduz o açúcar no sangue em muitas pessoas, aumentar a energia com carboidratos saudáveis ​​pode ajudar a aliviar os sintomas da ressaca. 

Batata doce é uma escolha perfeita; eles são carregados com beta-caroteno, potássio, vitamina A, vitamina C e vitamina B6.

6) Vitamina B6

Décadas atrás, um estudo descobriu que tomar 1.200 miligramas de vitamina B6 antes, durante e depois da bebida está associado a menos sintomas de ressaca e hoje a vitamina B6 ainda está associada a ser um tratamento eficaz.

No entanto, altas doses de vitamina B6 podem interagir com medicamentos prescritos, incluindo antidepressivos, antibióticos, certos medicamentos para asma; medicamentos para pressão alta ou tuberculose e drogas quimioterápicas. 

Antes de tomar vitamina B6; fale com seu médico se você tomar algum destes medicamentos.

7) Café

Tomar o café sem açúcar logo de manhã, optando por alimentos de fácil digestão como cereais, torradas ou frutas; ajudam a pessoa ganhar energia rapidamente e combater algumas toxicinas provenientes do álcool.

8) Muita Hidratação

Beber muita água, suco de fruta natural ou bebidas isotônicas, vai ajudar a pessoa se livrar da intoxicação mais rápida e resolve o problema da desidratação.

9) Refeições Leves

Durante o dia, comer alimentos leves e de fácil digestão como frutas e legumes cozidos. 

Isto é importante porque o organismo de uma pessoa com ressaca; está intoxicado e não consegue processar com facilidade alimentos pesados como carne assada ou frita; feijoada e alimentos gordurosos.

Estratégias e Prevenção de Combate à Ressaca

É importante não continuar bebendo no dia seguinte, ou manter uma rotina de bebedeiras; pois além de não combater a ressaca pode provocar lesões no fígado. 

Estas lesões por sua vez ocasiona uma doença conhecida como cirrose hepática. Esta doença se não for devidamente tratada, causa o câncer de fígado e o transplante hepático. Algumas dicas de estratégia e prevenção para combater a ressaca:

  • Não fume enquanto bebê – a nicotina e o álcool juntos aumentam os sintomas da ressaca,
  • Tome um copo de água (ou outra bebida não alcoólica) entre cada bebida alcoólica consumida,
  • Beba um copo grande de água antes de ir para a cama,
  • Coma enquanto você está bebendo; a comida no estômago reduz o pico de concentração de álcool no sangue, em até um terço. Apesar de tentador, não consuma comida típica de bar. Em vez disso, opte por alimentos ricos em proteínas e carboidratos complexos para ajudar a manter os níveis de açúcar no sangue estáveis.
  • Apesar de não comprovado cientificamente, tome uma ou duas colheres de azeite de oliva antes de beber. A sabedoria popular diz que ajuda a combater o álcool.

Acredito que todos nós gostamos de um “happy hour”, e temos todo o direito; mas como já costumamos ver nos comerciais, “beba com moderação.

Obs: Nosso site produz conteúdo informativo, o que não deve substituir uma consulta com um profissional especializado na área da saúde!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezoito + 14 =

Relacionados