Clínica de estética: Como abrir seu próprio negócio de estética

Clínica de estética: Como abrir seu próprio negócio de estética

Você já pensou em abrir uma clínica de estética? Se sim, este artigo é vital para você. 

Como você sabe, brasileiros em geral, se preocupam muito com sua aparência. No mercado atual, clínicas de estética representam um investimento generoso e crescente para seus proprietários.

Vale mencionar que este tipo de negócio requer profissionais especializados e qualificados. Isso inclui designers de sobrancelhas, biométricos, dermatologistas, etc.

Entretanto, com mercado tão aquecido, a busca por abrir uma clínica de estética aumentou muito. Para isso, empreendedores precisam de um plano de negócios detalhado e eficaz cuja função é ampliar a visão da empresa e do mercado e mostrar o caminho para alcançar suas metas.

Além disso, o plano de negócios também descreve os aspectos financeiros e de pessoal disponíveis para o desenvolvimento da empresa.

Para fazer um bom planejamento, todos os investimentos em materiais, equipamentos, retribuição de funcionários e equipamentos devem ser estabelecidos e analisados.

Você também deve pesquisar o público-alvo que inverterá à sua clínica de estética.

Mas não se preocupe, neste artigo você terá acesso aos principais passos para montar sua clínica de estética. 

Localização

Um fator importante a ser considerado na hora de montar uma clínica de estética é sua localização. 

Na escolha, alguns aspectos devem ser levados em consideração, como o público-alvo, a estrutura e o espaço do local. 

Ao planejar seu negócio, você precisará determinar a faixa de renda e os hábitos de consumo das pessoas que deseja atrair. 

Dessa forma, será mais fácil escolher onde essas pessoas estão. A opção ideal é escolher um local com estacionamento ou encontrar algum tipo de convênio com estacionamento próximo à clínica.

Outro aspecto a considerar é a eficácia da análise de vizinhança. Por exemplo, se você quer criar uma clínica de estética em Pinheiros (São Paulo), você precisa validar quais são os outros negócios que estão na região, e poderá considerar se é arriscado ou não investir nessa localização.

Atenção ao seu espaço

Ainda em termos de espaço, procure um ambiente bem preparado, onde seja possível instalar uma boa iluminação, bem como outros equipamentos e possíveis máquinas a utilizar nos tratamentos de cada paciente.

Planeje também a aquisição de móveis de qualidade, o que também é uma questão importante, pois os clientes ficarão em atendimento por muito tempo. Por isso, é importante que eles se sintam à vontade.

Por fim, é preciso estar atento aos aspectos legais e formalizar a empresa de acordo com a licença exigida. Portanto, antes de assinar o contrato de aluguel como inquilino, você deve verificar com a prefeitura para confirmar se a clínica de estética pode funcionar no endereço escolhido. 

Verifique as restrições da prefeitura no plano de lei de zoneamento e no plano diretor da cidade. 

Recepção

Você pode não precisar de uma grande equipe no início de sua jornada para criar uma clínica de estética simples. Entretanto, você não pode deixar de ter alguém para receber seus clientes. Cada detalhe faz a diferença quando seus clientes entram em sua clínica.

Para mostrar mais profissionalismo, você pode utilizar uniformes ou aventais personalizados com a marca de sua clínica para as funcionárias.

É importante investir na seleção de profissionais e no treinamento regular dos funcionários, a fim de oferecer um bom atendimento ao cliente.

Legalize seu negócio

Como dissemos anteriormente, no processo de criação de uma clínica de estética, há aspectos legais a serem considerados.

É necessário visualizar e se registrar os seguintes documentos:

  • Alvará de funcionamento.
  • Junta Comercial;
  • Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ);
  • Prefeitura;
  • Enquadramento na Entidade Sindical Patronal;
  • Tronco de bombeiros Militar.
  • Secretaria Estadual da Fazenda;
  • Cópia autenticada do RG e CPF
  • Comprovante de residência folha espelhada IRPF
  • IPTU
  • Cópia do contrato de locação ou venda.

Para isso recomendamos o trabalho de um profissional de contabilidade que conheça a área. 

Desta forma, o profissional poderá dar o suporte necessário e de forma personalizada, como configurar uma estética em seu caso, pois os registros apresentados acima são os mais comuns, mas existem outros processos específicos em casos particulares.

Não deixe de considerar considerações tais como estrutura fiscal, gestão financeira, etc. Os processos comerciais são importantes e devem ser bem planejados para que tenham sucesso.

Relacionados