Trabalho no exterior

Lista de possibilidades de trabalho no exterior

A maioria das pessoas que moram em países subdesenvolvidos sonham em trabalhar em nações de Primeiro Mundo, pois entendem que as pessoas conseguiriam uma melhor qualidade de vida morando nesses países como os Estados Unidos, por exemplo.

Pensando nisso, falaremos sobre as possibilidades de trabalho no exterior para quem está pensando em fazer as malas para trabalhar em países mais desenvolvidos economicamente que o Brasil.

O que preciso para trabalhar no exterior legalmente?

No entanto, antes de falarmos das opções mais plausíveis no mercado de trabalho internacional, precisamos entender que para trabalhar legalmente em um país como os Estados Unidos, por exemplo, o imigrante deverá receber o visto EB5 através de investimento no país americano, ou através de algum parente que reside lá e até pelo visto que pode ser solicitado pelo empregador que está te contratando.

Nesse último modelo de visto, o empresário deverá enviar uma carta solicitando a contratação do empregado para que o governo americano aprove o imigrante a trabalhar nos Estados Unidos.

Claro que, apesar de parecer simples, esse processo é bem burocrático e muitos fatores são considerados para que uma pessoa seja aprovada para trabalhar no exterior, mas, hoje, falaremos das profissões que podem ser exercidas internacionalmente.

Lista de possibilidades

Abaixo, segue a lista de opções para quem está buscando uma vaga de trabalho no exterior. Acompanhe:

Freelancer

Apesar do termo ser escrito em inglês, esse profissional pode ter qualquer nacionalidade, afinal, um freelancer é um especialista autônomo que pode exercer diversas funções em diferentes empresas, ou seja, é o trabalhador que exerce sua profissão sem nem mesmo um vínculo empregatício no regime CLT com o contratante.

No exterior, esse profissional pode atuar em diferentes setores que vão desde a área de comércio até a de serviços como encanador, pedreiro e pintor, por exemplo.

Além disso, quem pensa em atuar como frila (gíria popular para freelancer), pode fazer isso até mesmo pela internet, produzindo artigos, editando sites, aperfeiçoando fotos, entre outras funções possíveis no mundo virtual.

Prestação de serviços

Caso a pessoa tenha uma profissão específica e seja profissional no que faz, ela não precisa atuar como freelancer sem vínculo empregatício com os contratantes, já que ela pode ser uma prestadora de serviços especializados de uma empresa.
Ou seja, quem sabe pintar casas, pode trabalhar para uma construtora com registro formal de prestação de serviços e, como sabemos, a demanda por profissionais especializados está em falta nas mais diversas áreas de atuação.

Mesmo que em outros países existam profissionais que já atuam nessa área que, aliás, é a que mais movimenta o PIB americano, sempre existem oportunidades para quem é especialista no que faz.

Multinacionais

Para entrar em uma multinacional no Brasil já não é tão fácil, então, imagine ingressar em uma filial no exterior? Impossível? Não, afinal, existem muitos profissionais que começam atuando em regiões do interior do Brasil e terminam como gerentes de filiais em países desenvolvidos.

O que precisamos é de muita determinação para prestar serviços na empresa situada em solo brasileiro para que, quando solicitarmos uma vaga no exterior, a empresa nos dê essa oportunidade ao invés de escolher outro funcionário para a função.

E, como sabemos, as multinacionais costumam ter políticas de bônus para os bons funcionários e até mesmo elegem os melhores trabalhadores da empresa todos os anos.

Por isso, cabe a quem sonha em chegar em uma filial no exterior, a função de se destacar na empresa situada aqui no Brasil.

Agência de recrutamento

Podemos procurar vagas no exterior em uma agência de recrutamento antes, já que essas empresas são especializadas em encontrar oportunidades em meio a tanta concorrência internacional e, mesmo que isso tenha um custo, vale a pena investir para ter informações privilegiadas sobre o mercado de trabalho em países desenvolvidos.

Quem está pensando em como trabalhar legalmente no exterior deve pesquisar uma boa agência de recrutamento, já que, essas instituições são responsáveis por empregar um grande número de pessoas no mercado internacional todos os anos.

Devemos então, se especializar e contratar esses serviços para garantir que uma das vagas disponíveis seja preenchida com nossos nomes.

Como funciona para receber o salário do exterior?

O que estimula a busca de vagas no mercado de trabalho internacional é o ganho de salários que, convertidos para o real, tornam-se muito valiosos. 

Por exemplo, com o dólar no preço atual, um brasileiro que envia 1000 dólares para o Brasil, consegue converter esse valor em mais de 5000 reais aqui, ou seja, o dinheiro é quintuplicado.

Mas, para receber o salário do exterior, a pessoa precisa ter acesso ao banco internacional ou às plataformas online que, hoje em dia, são as mais utilizadas por quem recebe dinheiro estrangeiro.

A Remessa Online é uma das melhores opções para quem pensa em receber o salário em uma conta, pois apresenta as menores taxas do mercado para enviar o dinheiro em até um dia útil depois da identificação do pagamento.

Relacionados