Sala de estar integrada com sala de jantar e cozinha

Conheça as vantagens de uma sala integrada e veja 7 inspirações para planejar e decorar 

A sala e a cozinha são os ambientes da casa onde recebemos visitas, convivemos com quem vive conosco e passamos boa parte do nosso tempo livre. Em muitos projetos, integrar esses dois espaços, com sofá e geladeira no mesmo cômodo, pode ser uma boa ideia. 

Se você vive em uma casa ou em um apartamento pequeno, os espaços abertos, com menos paredes e divisórias, têm o poder de criar a sensação de amplitude e melhorar o espaço de circulação. Se a sua casa já é grande, essa estratégia também funciona, criando uma área agradável para receber pessoas, por exemplo.

Além disso, com os ambientes integrados, as possibilidades de uso desses espapaços aumentam. Enquanto alguém cozinha, pode conversar com quem está na sala ou até mesmo acompanhar o programa que está passando na TV.

Outra vantagem é que você pode fazer decorações que fogem do convencional, com sofás no lugar de cadeiras na mesa, por exemplo. Nesse tipo de projeto, o conforto deve ser palavra de ordem.

Como integrar?

Existem diversas formas de fazer a integração entre os dois ambientes e você vai precisar de um projeto específico para o seu. No entanto, independentemente disso, é preciso seguir uma regra básica: a decoração da sala e da cozinha precisa ser harmônica, com elementos e cores que conversem entre si.

Também é importante delimitar os espaços, já que, apesar de integrados, eles vão continuar mantendo também suas funções originais, que são diferentes. Fizemos uma lista com algumas inspirações onde isso é feito de maneira interessante.

Tapetes

Um jeito barato e eficiente de deixar claro onde é a sala e onde é a cozinha num ambiente sem paredes é usar tapetes grandes ou pequenos. A melhor disposição para eles é aquela que você acha que funciona para fazer essa divisão. Se for usar mais de um tapete, invista em um jogo completo ou em tons que harmonizem.

Cores em tonalidades diferentes

A decoração precisa combinar, mas não precisa ser igual. As paredes podem ter tonalidades diferentes da mesma cor, por exemplo. E isso serve tanto para a tinta, quanto para o revestimento ou os azulejos da cozinha. Tons pastéis e cores claras dão um ar mais relaxante e são boas ideias para não pesar os ambientes.

Luminária

Se você tem uma mesa de jantar na sala, uma luminária em destaque em cima dela pode ser suficiente para delimitar esse espaço e, de quebra, ainda deixá-lo mais aconchegante para a hora das refeições.

Estante vazada

Usar uma estante vazada com nichos também é uma forma eficiente de delimitar o espaço entre um ambiente e outro. Uma dica é intercalar alguns espaços vazios com outros, usando plantas e objetos decorativos. Dependendo da criatividade, essa estante pode até virar uma espécie de bar.

Ilha com banquetas

Instalar uma ilha com banquetas entre os dois ambientes é interessante porque, além de dividir bem, você ainda ganha uma mesa que pode ser usada tanto na cozinha quanto na sala. Prefira bancos que você pode mover para usar tanto para conversar com quem está cozinhando quanto para ver a TV da sala.

Meia parede

Uma parede que não ocupa o cômodo inteiro também pode ser uma ideia interessante, pois aumenta o espaço de circulação e a sensação de integração, mas ainda mantém os ambientes mais ou menos separados. A execução pode exigir uma pequena obra, mas o resultado vale a pena.

Disposição dos móveis

Uma outra forma de integrar e dividir os ambientes, mantendo-os totalmente abertos, é a própria disposição dos móveis. Os sofás, por exemplo, podem ser colocados formando um quadrado, com uma mesinha no centro, e a mesa de jantar posicionada em outro canto, um móvel fazendo um cantinho de bar em outro espaço etc. 

Relacionados