Mulher paciente visitando dentista

Limpeza dental: saiba quando fazer

Para cultivar um sorriso bonito é preciso, primeiro, se dedicar à manutenção da saúde e da integridade oral. No entanto, às vezes os cuidados individuais com a limpeza dental não são suficientes para impedir a ação bacteriana.

Assim, seja devido à constância insuficiente de escovações, a aplicação de técnicas incorretas, o uso de escovas velhas ou a falta do fio dental, a formação da placa bacteriana pode se dar em até 4 horas após a higienização.

Mais ainda, o tártaro só precisa de um dia para ser estabelecido.

Essas formações biológicas são responsáveis pela produção de ácidos corrosivos que causam as cáries, doenças gengivais, erosão dentária e a aparência desgastada do sorriso.

Além disso, essas estruturas podem comprometer a saúde de todo o organismo e, em casos avançados, não podem ser removidas pelo paciente.

Deste modo, a limpeza dental profissional é fundamental para garantir o bem-estar bucal e serve como forma de prevenção do surgimento de doenças sistêmicas e ainda proporciona uma boa aparência aos dentes.

O que é a limpeza dental?

Essa intervenção odontológica consiste na higienização aprofundada da superfície dentária, visando remover a película biológica e fazer a raspagem dos locais que o paciente costuma ter mais dificuldade de alcançar durante a escovação.

Deste modo, é possível fazer a devida eliminação do tártaro e das bactérias locais.

O dentista também deverá medir, com a ajuda de uma sonda, a profundidade do sulco gengival – que é o espaço entre a gengiva e o dente –, para avaliar a necessidade de estender a raspagem para essa área.

Em pacientes saudáveis, essa bolsa não deve medir mais do que três milímetros, mas em casos em que há inflamação gengival prolongada ou periodontia, esse vão pode alcançar até sete milímetros de profundidade.

Assim, os pacientes que possuam periodontite moderada ou avançada, por não ser possível alcançar o fundo da bolsa gengival pelos meios mais convencionais, deverão passar por uma pequena cirurgia no tecido para separá-lo do dente e, então, fazer a limpeza necessária.

Por isso, para prevenir esses casos mais extremos, é recomendado que os pacientes façam essa limpeza ao menos uma vez a cada seis meses. 

Nesse sentido, o investimento em convenio odontologico pode ajudar a reduzir os custos e ainda garantir a frequência das visitas.

Como é feito esse cuidado e com que frequência deve ser repetida?

Após realizar a avaliação, o cirurgião-dentista irá testar a sensibilidade dos dentes e em seguida utilizará um jato de bicarbonato para amolecer e remover o tártaro e as placas bacterianas. Normalmente este é um processo completamente indolor.

Depois, é feita a raspagem das formações mais resistentes e no espaço subgengival. Por fim, é realizado o polimento radicular, que é um alisamento mais cuidadoso da raiz dentária que visa remover áreas irregulares que possam propiciar o crescimento bacteriano.

Em algumas situações mais específicas, o profissional pode aplicar peróxidos leves para reduzir o efeito das manchas e escurecimentos do esmalte dentário. 

Também é comum finalizar as consultas com a aplicação de flúor para a garantia de uma proteção ainda maior aos dentes. Todo esse processo pode demorar até duas sessões para ser concluído.

Importância de uma assistência odontológica

A utilização de um plano odontologico favorece a constância com que essas consultas são realizadas, garantindo ainda mais a saúde da cavidade bucal e de todo o organismo. Isso porque, além de ter preços muito baixos, esses valores são fixos e mensais.

Além disso, por meio do auxílio dessa assistência, o paciente tem acesso a tratamentos como:

  • Restauração dentária;
  • Atendimento emergencial;
  • Tratamento de canal;
  • Cirurgias simples;
  • Exames radiológicos.

Os convênios que oferecem o plano dental para MEI permitem que os microempreendedores também tenham acesso a esse serviço. 

Isso é primordial para evitar complicações que exijam o afastamento do trabalho por longos períodos de tempo, por exemplo.

O titular dessa assistência também tem a possibilidade de estender os benefícios para até dois familiares ou dependentes, permitindo o acesso ao atendimento odonto geriátrico, odonto pediátrico ou até o acompanhamento do pré-natal odontológico.

Fora todas essas vantagens, o plano odonto empresarial é dedutível no imposto de renda – garantindo a economia e o reembolso de uma parcela desse investimento – e ainda apresenta impactos positivos no desempenho dos funcionários, na redução das faltas e na produtividade geral da empresa. 

Conteúdo desenvolvido pela equipe do Conviva Melhor, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.

Relacionados

Quais os melhores óleos essenciais

Quais os melhores óleos essenciais?

Quais os melhores óleos essenciais para a saúde do ser humano. Além de terem um aroma muito característico, esses óleos possuem grandes propriedades terapêuticas. Cada óleo tem suas peculiaridades, por conta disso, cada um deles pode ajudar o ser humano de um modo diferente. Geralmente, os óleos essenciais são muito utilizados em massagens ou em […]