Por que meu cachorro esfrega o bumbum no chão?

A coceira na região anal pode ser causada por vermes, problemas intestinais e até mesmo alterações nas glândulas presentes no ânus

 

Na convivência com seu amigo de quatro patas você já deve ter observado alguns padrões de comportamento. Ele pode pular animado quando os donos chegam em casa ou latir para receber atenção. No entanto, além de situações que indicam problemas comportamentais, existem outras questões.

 

Um bom exemplo é o cão que fica esfregando o bumbum no chão. Apesar de ser engraçadinho em um primeiro momento, pode indicar a necessidade do vermífugo para combater parasitas. Até porque, este é um dos sinais de que o pet pode estar com vermes. Agora, que tal conhecer outros motivos que o levam a fazer isso?

7 motivos que fazem um cão esfregar o bumbum no chão

A irritação na região anal causa este comportamento. Por isso, conheça os principais motivos para o seu cão esfregar o bumbum no chão a todo momento.

1.   Problemas nas glândulas anais

As glândulas anais estão localizadas próximas ao ânus do animal e cumprem duas funções importantes: lubrificar a região e exalar cheiros que permitem a comunicação com outros cães.

 

Quando as glândulas estão inflamadas, podem produzir uma substância mais espessa, difícil de ser expelida. Como isso causa desconforto no cão, ele pode esfregar o bumbum no chão, na tentativa de resolver o problema.

2.   Presença de vermes

Vermes no intestino também causam coceira no ânus. O mais comum é que o problema atinja os filhotes recém-saídos da ninhada. Para confirmar se seria este o caso, observe as fezes do pet.

 

Encontrou algo de cor branca? Podem ser lombrigas. Leve seu companheiro ao veterinário, para solicitar o melhor vermífugo e resolver rapidamente a questão, prevenindo problemas de saúde, como a anemia e a falta de nutrientes.

3.   Diarreia ou intestino preso

A diarreia ou a prisão de ventre podem ter várias causas, desde uma troca de ração até um alimento que não caiu muito bem para o cãozinho. Em ambos os casos, ele pode coçar o bumbum no chão, indicando que está incomodado.

 

No caso da diarreia, é uma forma de limpar a região e, se estiver com o intestino preso, é o jeito dele estimular a região e conseguir eliminar as fezes.

4.   Presença de pulgas

Pulgas também causam prurido, não propriamente no ânus, mas na pele perto da região anal. Como se trata de uma parte do corpo do cão que é mais quentinha, o inseto gosta de ficar ali, ainda mais para deixar seus ovos e se reproduzir.

 

Para prevenir as pulgas, aplique medicamentos antipulgas ou dê os comprimidos palatáveis. Ambos os remédios combatem também carrapatos e sarnas.

5.   Irritação na pele

A irritação da pele próxima ao ânus pode acontecer por dois motivos principais. O primeiro deles envolve a tosa higiênica, feita em animais mais peludos, para se sentirem menos incomodados nos dias mais quentes. É algo normal e deve durar poucos dias.

 

A segunda situação envolve alergias, inclusive de pulgas; além da irritação, você irá perceber a queda de pelos e falhas no bumbum do pet.

6.   Prolapso retal

Consequência de problemas intestinais, como diarreias ou prisão de ventre frequentes, envolve parte do intestino sair pelo ânus. É bastante doloroso para o animal e precisa de intervenção veterinária imediata.

 

Além de arrastar o bumbum no chão, outros sintomas incluem o cão querer permanecer sentado por muito tempo, lamber o ânus, ficar mais agressivo e sentir dor ao ser tocado na barriga.

7.   Grama e ervas presas ao ânus

Cães comem grama ou ervas, ainda mais quando não se sentem bem. Faz parte da natureza deles e você pode ficar tranquilo, pois seu companheiro sabe exatamente quais plantas pode ou não ingerir.

 

O que acontece em alguns casos é que, após defecar, a grama ou erva permanece parcialmente presa no ânus. Então, para tentar retirá-la, o cachorro fica arrastando o bumbum pelo piso. Nesses casos, você mesmo pode ajudá-lo, mas puxe o pedaço de grama ou planta com delicadeza.

 

Relacionados

Pet dormindo muito: o que pode ser?

Apesar de cães e gatos dormirem mais do que os humanos, o sono em excesso pode indicar dor e outros problemas Cães e gatos podem ter comportamentos mais preguiçosos, como passar o dia dormindo. Em alguns casos, é parte da personalidade do animal ou ocorre devido à sua idade. Ainda assim, o sono excessivo também […]